CALÁZIO

O QUE É UM CALÁZIO?

            O calázio é uma protuberância palpebral (Figura 1), geralmente decorrente de hordéolo (terçol) não tratado.

Figura 1: Fotografia de calázio na pálpebra inferior.

O QUE CAUSA O CALÁZIO?

            Pequenas glândulas revestem a borda das pálpebras e produzem uma gordura importante na lubrificação da superfície do olho (glândulas meibomianas). Quando a saída de uma dessas glândulas entope, seu conteúdo fica acumulado e forma uma protuberância na pálpebra. Pode haver um quadro inflamatório localizado associado.

O CALÁZIO É A MESMA COISA QUE TERÇOL?

            Um calázio não é a mesma coisa que terçol, embora os termos sejam frequentemente usados ​​de forma intercambiável. O terçol, referido clinicamente como um hordéolo, é uma protuberância na pálpebra que ocorre quando uma glândula é infectada, formando um pequeno abscesso na borda da pálpebra. Um calázio é um acúmulo de material na pálpebra como resultado de uma glândula bloqueada cronicamente.

POR QUE OCORRE O CALÁZIO?

            Geralmente não há causa perfeitamente esclarecida. No entanto, a inflamação crônica na abertura das glândulas sebáceas (blefarite) predispõe ao desenvolvimento de um calázio. A blefarite persistente pode resultar em quadros recorrentes de calázio e pode ser agravada pela falta de limpeza das pálpebras.

QUAIS SÃO AS OPÇÕES DE TRATAMENTO PARA O CALÁZIO?

            A maioria tem resolução espontânea dentro de alguns dias a semanas, mas às vezes pode levar meses para que desapareça completamente. Compressas quentes sobre a área afetada podem promover a drenagem da glândula bloqueada. Pode ser necessário o uso de pomadas ou uma injeção local; antibióticos orais podem ser usados ​​se o calázio estiver associado à infecção dos tecidos palpebrais circundantes (celulite). Um calázio grande, inchado ou persistente pode exigir drenagem cirúrgica. Embora crianças e adultos mais velhos possam se submeter ao procedimento no consultório médico sob anestesia local, geralmente é necessária anestesia geral para a drenagem em crianças pequenas.

COMO PODE SER EVITADO?

            Um regime diário consistente de limpeza palpebral usando shampoo neutro ou produtos específicos para higiene palpebral é útil principalmente quando a blefarite está presente.

Anterior

Próximo