RETINOSE PIGMENTAR

O QUE É A RETINOSE PIGMENTAR?
A retinose pigmentar (RP) é um grupo de doenças caracterizado por perda gradual da visão, predominantemente da visão periférica e noturna. É causada por alterações na retina, decorrente de uma anormalidade genética herdada. O padrão de herança genética pode ser dominante (passado de uma geração para a seguinte), recessivo (um gene anormal de 2 pais com visão normal) ou ligado ao X (a mãe não afetada passa o gene anormal para o filho afetado). A RP também pode ocorrer esporadicamente (por uma mutação nova).

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DA RP?
Os principais sintomas da RP a redução progressiva da visão periférica e da visão no escuro ou em ambiente com pouca luz. A função visual é normalmente melhor em ambientes bem iluminados. Os sintomas variam de leve a grave, dependendo do estágio e curso da doença. Um oftalmologista pode detectar alterações e anormalidades na retina antes que os sintomas visuais sejam notados. As alterações mais comuns são o acúmulo de pigmentos na retina, afinamento dos vasos sanguíneos e palidez do nervo óptico. Pode também pode ocorrer catarata.

Figura 1: IRetinografia de fundo de olho normal (esquerda) e de fundo de olho com retinite pigmentosa (Fonte: https://www.sindromedeusherbrasil.com.br/retinose-pigmentar)

COMO SE DIAGNOSTICA A RETINOSE PIGMENTAR?
Para realizar o diagnóstico da RP o oftalmologista pode, além do exame oftalmológico completo, realizar um eletrorretinograma e também um campo visual para avaliar a visão periférica. Podem ainda ser realizados testes genéticos para avaliar o tipo de RP.
A RP é geralmente um achado isolado. No entanto, pode estar associada a outras anormalidades sistêmicas, incluindo perda auditiva (síndrome de Usher).
A idade de início e progressão da PR são extremamente variáveis. Algumas pessoas afetadas mantêm uma boa visão até a 5ª ou 6ª década de vida, enquanto outras sofrem profunda perda de visão já no início da vida.

EXISTE TRATAMENTO PARA A RP?
Embora não exista cura, exames seriados e tratamento de condições associadas ajudam a manter a melhor visão possível. Estes tratamentos incluem, correção erro refrativo com óculos, remoção de cataratas visualmente significativas e tratamento de qualquer edema (inchaço) da retina. Existem ainda recursos para visão subnormal que podem ser úteis. Pais e médicos devem se comunicar com professores e profissionais (incluindo especialistas em baixa visão) para maximizar a experiência educacional das crianças com RP.
Existem muitas investigações em andamento para ajudar as pessoas com RP. No futuro, terapia gênica, terapia com células-tronco e / ou desenvolvimento de uma retina artificial podem trazer benefícios significativos.

SEGURANÇA DOS OLHOS DA CRIANÇA
Uma lesão ocular pode ocorrer a qualquer momento, em qualquer lugar. A prevenção adequada é importante e provavelmente poderia eliminar a maioria dos ferimentos nos olhos. Quase 50% das lesões ocorrem durante atividades esportivas e recreativas – mais frequentemente em crianças e adolescentes do que em qualquer outra faixa etária.
Entre as situações de risco, podemos destacar:
– Brinquedos pontudos e afiados são especialmente perigosos. Lápis, canetas, dardos, facas, anzóis e tesouras podem facilmente penetrar nos olhos e causar ferimentos muito graves.
– Itens domésticos, como garfos, cabides, elásticos, ferramentas de jardinagem e utensílios de cozinha podem causar ferimentos significativos.
– Produtos químicos usados em casa, como alvejantes, produtos de limpeza, sabonetes, xampus e perfumes podem causar irritação e eventualmente danos maiores.
– Ferramentas de jardinagem e cortadores de grama podem lançar pedras ou partículas em direção aos olhos.
– O ácido das baterias de carros pode explodir, jogando substâncias químicas em direção ao olho. Isso pode ser especialmente perigoso ao tentar “dar partida” em um carro.
– Esportes com bola em alta velocidade são potencialmente os mais perigosos – squash, tênis, futebol, golfe, beisebol, basquete e hóquei.

Desta forma, óculos de segurança devem ser usados ao trabalhar com materiais potencialmente prejudiciais aos olhos em casa e as crianças devem ser protegidas da exposição a situações de risco de lesão ocular.
Óculos de proteção ou protetores faciais estão disponíveis para a maioria dos esportes. Os melhores óculos de proteção são uma armação esportiva (não óculos de uso diário) com lentes de policarbonato. Se uma criança usa óculos, a sua receita poderá ser colocada nos óculos esportivos. Embora muitos atletas usem lentes de contato, eles não fornecem proteção contra lesões.
Crianças com baixa visão em um olho devem usar óculos para proteção o tempo todo para proteger o olho que enxerga melhor.
Se um produto químico entrar em contato com os olhos, é necessário lavá-los imediatamente com bastante água, por pelo menos 10 a 15 minutos. E procurar um imediatamente um pronto-socorro ou oftalmologista.
Se um objeto pontiagudo penetrar no olho (como um anzol), não o puxe. Em vez disso, leve a pessoa para um pronto atendimento o mais rápido possível. Outras lesões contusas ou agudas devem ser examinadas por um oftalmologista, pois a natureza grave da lesão pode não ser facilmente aparente.

Fonte: https://aapos.org/glossary/retinitis-pigmentosa