SÍNDROME ALCOÓLICA FETAL

O QUE É A SÍNDROME ALCOÓLICA FETAL?

A Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) é o conjunto de alterações que ocorrem em um bebê nascido de uma mãe com ingestão ao álcool durante a gravidez. Um termo mais amplo é o Transtorno do Espectro de Álcool Fetal que descreve todos os distúrbios físicos ou de desenvolvimento causados pela exposição pré-natal ao álcool. As alterações dependem da quantidade, frequência e época do consumo de álcool pela mãe durante a gravidez. Os primeiros três meses de gravidez são o período em que órgãos vitais como o coração e os rins estão se desenvolvendo. Beber bebidas alcoólicas nesse período pode ser especialmente prejudicial. Em 2015, a Academia Americana de Pediatria (AAP) afirmou que consumir álcool a qualquer momento durante a gravidez causa maior risco de distúrbios do desenvolvimento físico e neurocognitivo em uma criança e que nenhuma quantidade de álcool é segura para se consumir durante a gravidez.
O álcool no sangue da mãe vai para o sangue do feto. Como a capacidade do feto de se livrar do álcool é muito menor que a mãe, a concentração de álcool no sangue do feto se torna muito maior do que a da mãe. O álcool interfere na capacidade do feto de usar oxigênio, se desenvolver normalmente e danos cerebrais permanentes podem ocorrer.

QUAIS AS CARACTERISTICAS DA SINDROME ALCOÓLICA FETAL?
As seguintes alterações podem acontecer nos olhos:
Anormalidades palpebrais:
• Fendas palpebrais pequenas (aberturas palpebrais) – são as alterações mais comuns
• Dobras epicantais (dobra da pele maior que o normal, perto do canto interno do olho)
• Telecanto (grande distância entre os cantos internos dos olhos)
• Blefaroptose (pálpebras caídas)

Anormalidades do segmento anterior:
• Córnea e câmara anterior podem ser afetadas
• Cristalino: catarata

Anormalidades do segmento posterior:
• Nervo óptico: a exposição ao álcool afeta o desenvolvimento dos nervos ópticos, podendo levar a formação de um nervo pequeno ou hipoplásico que pode causar diminuição da acuidade visual irreversível.
• Tortuosidade de vasos retinianos

Distúrbio do movimento ocular:
• Nistagmo – ou tremor dos olhos – isso também pode estar associado à diminuição da visão
Estrabismo: desalinhamento dos olhos
• Ambliopia (olho preguiçoso)

Figura 1: Fotografia de criança com síndrome alcoólica fetal.

Fonte: https://aapos.org/glossary/fetal-alcohol-syndrome